Filed under Pensamentos

Sobre Fins e Recomeços

Eu tenho uma preferência por finais. Sempre espero o fim de algo. Não como definitivo. Não como a fatalidade do nunca mais. Eu gosto de finais porque eles me remetem ao recomeço. Novas chances. Novas oportunidades! O velho que abre espaço para o novo. A vida é feita de ciclos. Começos, meios, fins e recomeços! … Continue lendo

Ciclos II

Ano após ano revivemos histórias. Relembramos momentos. Reavaliamos a vida. O que deu e o que não deu certo. Confraternizamos. Trocamos abraços. Há os que falem em hipocrisias. Eu prefiro tréguas das diferenças. Se nem nos finais do ano não se houver uma tentativa de reconciliação Quando então seria? Fins de anos têm uma atmosfera … Continue lendo

Descrenças

Não acredito no amor. Há muito que deixei de esperar e fantasiar. Não é que eu não acredite no sentimento. Sei que há pessoas que amam e que tem uma imensa capacidade de distribuir amor. Eu sei que guardo esse sentimento comigo. Só não sei como usá-lo e nem pra quem usá-lo. Tenho uma enorme … Continue lendo

Camaradagem

Amigos são irmãos que a vida nos presenteia. Presentes de Deus. Não sei se são irmãos por escolha. Não sei se escolhemos e ou se somos escolhidos. Apenas sei que temos aquelas pessoas especiais que chegam na nossa vida. Entram sem pedir licença e se instalam de uma forma que nada separa. Tempo, distância, afazeres … Continue lendo

Companhia

E quando a dor chega, o que fazer? Já pensei em me livrar dela, abafá-la, dopá-la até esquecer. Até adormecer. Só não tentei fingir que ela não existe. Preferi deixa-la vir. Nem fugir e nem camuflar. Assumir a dor, conviver com ela. Acostumar-se até não doer mais. Até ela ter um papel secundário na vida. … Continue lendo