Filed under Poesia

Introversão

Minhas mãos querem se mexer. Mas aí não sei o que fazer. Quero apenas o movimento. Quero apenas passar o meu tempo. Ter com que me entreter. Organizar as ideias. Perder o foco da conversa. Ficar comigo mesmo. Pessoas falam. E apenas escuto. Minhas mãos não param. Rabiscam rosas em folhas de papel. Escrevem aleatoriamente. … Continue lendo

Entre Dentes

Têm dias que eu me sinto feliz e isso me basta. Não arranjo motivos. Nem procuro porquês. Apenas vivo o sentimento. Sorrindo por dentro. E transbordando entre dentes. Adriana Freitas A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Giros

Bom mesmo são as voltas que o munda dá. As curvas da estrada. As surpresas da vida. Bom é acordar todas as manhãs com um sorriso no rosto. Seja cedo ou tarde. Seja quente ou frio. A vida é imprevisível. Não dá para se planejar tudo. O bom é adaptar-se. É sair do marasmo. Não … Continue lendo

Passatempo III

Sempre é tempo De um começo De um recomeço. Sempre é tempo para continuar. Retomar. Retornar. O tempo é você quem faz. O tempo é seu. O tempo é do outro. É de cada um. Sempre é tempo para o encontro. O reencontro. Um bom papo. Um abraço. Sempre é tempo Para passar o tempo. … Continue lendo

Do Que Vale

Bom é ser feliz. Com muito ou pouco. O bom é ser feliz. Quantidade não diz nada. É só complemento. Desculpas para o que não se é. Na verdade, o ter pouco importa. O bom é ser feliz e mais nada. Adriana Freitas A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.