Filed under Uncategorized

Afogo

Afogo

Eu não vou me matar.Mas às vezes gostaria de morrer.Fugir de mim.Sumir.Deixar de sentirToda essa agonia que sufoca o peitoE me inunda.Aí transbordo em lágrimas.Na tentativa de aliviar toda a pressãoQue não sei da onde vem.Só sei que paralisa o meu riso.Aí escrevo.Invento personagens.Crio situações.Viajo pelo mundo.Saio de mim.Adriana Freitas A reprodução do texto está … Continue lendo

Amor de Mãe

Eu já passei dos trinta, mas ela ainda me vê como uma menina.Se preocupa com a minha alimentação e com a minha proteção.Ainda me manda olhar para os dois lados quando for atravessar a rua.Ainda me manda comer comidas saudáveis.Será assim sempre.Não tem jeito.Mãe é sempre assim.Não importa a idade dos filhos.Não importa se ele … Continue lendo

Ausências

Sem tempo.Sem risos.Dias passam.Sem riscos.Sem trocas.Sem brilhos.Adriana Freitas A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Original

Eu gosto de andar na contramão.Não preciso seguir o fluxo.Não preciso ser igual a ninguém.Gosto de mim e isso me basta.Gosto do meu gosto e isso me deixa feliz.Não preciso e nem quero agradar a ninguém.Quero ser o que sou.Sem rótulos.Sem marcas.Sem copiar apenas para pertencer.Ando do lado que escolher.Seja no sol ou na chuva.Seja … Continue lendo

Conexão

Acho que falta mais conversa.Mais olho no olho.Conhecer o outro.Ouvir suas histórias.Conhecer suas dores.Dar tempo a correria da vida.Trabalhos, metas, contas.E gastar um tempo conhecendoE reconhecendo amigos.Cada um tem o que expor.O que dividir.Podemos somar.Só temos a ganhar.Às vezes precisamos de ouvidos.Compreender o outro.Sem julgamentos.Sem análises.Apenas escutar.Conversar.Olhar verdadeiramente pra quem está ao nosso lado.Podemos e … Continue lendo