Madrugada I

Madrugada
Madrugada fria.
Invade o meu peito.
Sufocando a minha alma.
A solidão me leva ao nada.
Transtornando a minha calma.
Quero muito sair daqui.
Quero muito ser feliz.
A madrugada vem.
E não acaba.
Acabando a minha paciência.
Desperdiçando o meu tempo.
Fazendo esperar demais.
Me matando de tédio.
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s