Tédio

A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Às vezes o tédio me domina.
Leio revistas.
Arrumo a casa.
E nada me anima.
Às vezes o tédio vem como agonia.
Necessidade de correr.
Parece que desperdiço o tempo.
Parece que nada faz sentido.
Às vezes fico estática.
Mas minha cabeça não para.
Aí o tédio.
Aí a agonia.
Vontade de fugir.
Então amanhece o dia.
E tudo não passa de lembranças.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s