Coração sertanejo

A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Eles levaram os meus sonhos.
Para poder plantar.
Mas aqui não chove mais.
Como então eles vão nascer.
Mas aqui não chove mais.
Como então esperar crescer.
O que não pode nascer.

Os sobreviventes dessa seca.
Já não colore mais o sertão.
A cinza tenta enfeitar o pobre coração.

O viajante passa.
O viajante esquece.
A planta que nasce assa.
O gado que vive apodrece.

Mesmo assim eles sonham.
Em plantar ilusões.
É só para aliviar a dor.
Acalmar os corações.

Quem sabe um dia chova.
quem sabe um dia o céu nos ouça.
Quem sabe um dia acabe
Todo esse desespero.

Quem sabe um dia.
A chuva fertilize
Esse pobre coração
Sertanejo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s