As palavras

A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte autoria seja citada

As palavras ficam presas na garganta.
Impedindo o grito se soltar.
As palavras freiam
Diante do acontecido.
Impedindo o verbo se manifestar.
Não há mais o que fazer.
A não ser chorar.
Esperar o tempo curar feridas.
Esperar a dor passar.
As palavras vêem.
Mas não falam.
Se perdem diante do inevitável.
Quando não se pode lutar.
O melhor é deixar o tempo passar.
Deixar que ele nos faça compreender as perdas.
Deixar que ele nos faça aceitar.
O que não se podia evitar.
Palavras vêm e se calam.
Porque não tem mais nada para falar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s