Em nome da paz

A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja autorizada.
Milhões de pessoas morrem nas ruas.
E quantas ontem morreram?
A alma ficou nua diante de tanta covardia.
E hoje quantas crianças morrem por dia?
Até em nome de Deus
Quantas lágrimas foram derramadas?
Quantas mulheres perderam seus maridos?
Quantas esperanças estraçalhadas.
Quanta parede ruiu.
Quanta história sumiu.
Quanta vida disperdiçada.
Quanta luta pela liberdade.
Quanta paz desejada.
Tanta luta
Tanta dor.
Quanto sentimento por um amor.
Quantos sonhos tiveram que ser adiados?
Simplesmente atrofiados.
Por uma luta que se perdeu a razão.
Que muitos nem sabem mais o motivo.
Só desejam o poder.
Sentem-se bem em ver uma nação sofrer.
Por uma segurança que não existe.
Que vive ameaçada por um perigo que persiste.
As pessoas não respeitam.
Apenas temem que destruam tudo o que foi construido.
E seguem temendo o proibido.
Na verdade ninguém é livre.
Ninguém faz o que realmente quer.
Seguimos normas ditadas por uma sociedade.
E todos temem em não obedecer.
E quantas atrocidades foram causadas
Por uma liberdade que ninguém sabe como obter?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s