Do mesmo jeito

sozinha
E mais uma vez aquele golpe no coração.
Eu já esperava por isso.
Mesmo assim não deixou de doer.
Eu queria me livrar dessa prisão.
Mas mesmo com a porta aperta.
Eu não sei para onde correr.
Os dias passam.
E sempre terminam do mesmo jeito.
Eu sozinha
Com aquela velha dor no peito.
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s