Mais uma vez

Mais uma vez
Gestos impensados.
Nada de mais.
Ensaio palavras que não são ditas.
Tomo atitudes contrárias a minha vontade.
Só porque fui contra ao meu orgulho.
Volto a ser a mesma menina de antes.
Só não com tantas marcas.
Volto ao passado.
O torno presente.
Tomo atitudes que nunca foram ensaiadas na mente.
Minto.
Finjo ser quem não sou.
Faço qualquer coisa.
Para não admitir que ainda sinto a mesma dor.
Sigo o mesmo caminho.
Que nunca deveria ter sido pisado.
Vou de um lado a outro.
Como um brinquedo desgovernado.
Só para sentir os teus olhos.
Mais uma vez a me observar.
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s