Sem Espera

Sem Espera
Como se é possível mudar tanto de humor
Mudar tanto de gosto e de opinião?
Os dias passam e levam sempre um aroma diferente
Confundindo os sentidos
E atrapalhando o coração.
O foco mudou mais uma vez.
E vem cada vez melhor e mais difícil.
A primavera mais uma vez se aproxima
E com ela vem um novo jardim.
Novo perfume e nova cor.
Até quando será assim?
Não sei ao certo.
Já não procuro pelo amor.
Já não espero pelo novo.
Já que ele sempre se apresenta
Deixando o nem tão velho pra trás.
O que resta é mais uma vez seguir.
A espera da próxima mudança.
A espera da próxima estação.
A espera da próxima paixão.
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s