Comodismo

Comodismo
E lá vou copiando versos que nunca escreverei.
E lá vou eu copiando versos que nunca publicarei.
Apenas para não perder o costume.
Sigo com a mesma rotina que não me agrada.
Apenas por comodismo.
Não mudo.
Mesmo não gostando do que faço.
Já não posso esperar o novo.
Já que o mesmo me faz companhia.
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s