Sem Convite

sem-convite
E ela chega de mansinho.
Como quem não quer nada.
Sem alarde.
Se instala aos poucos.
Quando dou por mim
Todo o peito é invadido.
Os pensamentos se confundem e se perturbam.
Quando dou por mim.
A saudade tomou conta.
E já faz parte de todo o meu ser.
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s