Contratempo


Conversas que ficaram pela metade.
Planos que se desperdiçaram.
E eu que ainda tinha muito a dizer.
E eu que ainda tinha muito a fazer.
Agora não sei mais.
Agora tudo ficou pelo caminho.
Frustração pelos dias.
O vazio que preenche o peito.
E foi tudo tão de repente.
Ou fui eu que não percebi o fim?
De que adianta agora?
A dor não quer ir embora.
Ela insiste em me acompanhar.
O corpo resiste.
Tenta buscar novos caminhos.
Quem sabe um dia
Em uma nova manhã?
Será tudo diferente.
Novas conversas.
Novos planos.
Mesmo sendo com a mesma pessoa.
O que passou, morreu.
Nada mais será como antes.
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s