Ventos


Folhas jogadas ao vento.
Ar gelado perturba a face.
O tempo seco resseca a pele.
A rigidez dos dias fortalece.
Não dá para fugir.
A tempestade vem vindo.
O que resta é seguir.
Enfrentar tudo com um sorriso.
O vento sopra.
E às vezes é a favor.
Sem medos e sem pausas.
Vou a procura do que quero.
Vou de encontro ao amor.
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s