Um Filme Muito Antigo


Aqui estou eu com minha coleção
De amores perdidos.
Figurinhas bem passadas.
Num filme muito antigo.
Aqui eu faço recordações de minha vida.
Recordando momentos.
Noites não dormidas.
Dou um passeio na memória.
Lembrando de cada história.
De cada despedida.
Lembrando do gosto do choro.
Muitas vezes engolido na saliva.
Numa noite qualquer.
De um dia esquecido.
Faço uma coletânea.
Dos meus amores perdidos.
Adriana Freitas
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s