(Des)Amor


Quando penso que vou me apaixonar
A vida vem e diz
Que ainda não é hora.
Começando a achar
Que não será hora nenhuma.
A preguiça vem e abate o coração.
Deixando que ele fique mais lento.
Esquecendo de abrir a porta.
Protegendo-se da dor.
Fugindo dos sentimentos.
Desconhecendo o amor.
Adriana Freitas
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s