Desconhecimento Passageiro


Desconhecimento passageiro.
Passam os dias e menos te conheço.
E você ainda menos a mim.
Passa o tempo e não entendo
Por que ainda permanecemos ligados
Mesmo assim.
Antes nunca tinha vivido desse jeito.
Agora nenhuma outra maneira conheço.
Sei apenas desta que me aprisionou
Em tuas mentiras.
Mesmo desejando verdades.
Não encontro a porta.
Não enxergo a saída.
Adriana Freitas
A reprodução do texto está autorizada, desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s