Para Os Meus Amigos


Não meço meus amigos por tempo ou por ganhos.
Eu não meço os meus amigos.
Não os julgo e não faço cobranças.
Não tenho ciúmes. Adoro conhecer os amigos dos amigos.
Logo eles também se tornam os meus amigos.
E assim a minha rede aumenta.
Não é por quantidade.
Alguns vêm e outros vão.
Esse mundo é grande demais para querermos prender quem amos ao nosso lado.
Antes ficava triste quando um amigo ia pra longe.
Hoje não. Se ele estiver feliz já basta. Fico feliz por suas conquistas.
E quem sabe já não é mais um lugar para viajar.
Quando a amizade é sincera nem distância, amores, trabalhos, outros amigos, nada disso atrapalha.
Nossos amigos serão sempre os nossos amigos. Aqueles que aguentam os nossos porres e as nossas dores de cotovelos.
Assim também como aguentamos todos os dramas dos nossos amigos.
Afinal, é muito bom termos com quem contar. Ficar sozinho é muito bom, mas o tempo que passamos ao lado dos nossos não tem preço.
Viemos a esse mundo para amar e sermos amados. Viemos para fazer amizades e não o contrário.
Adriana Freitas
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s