Original

Eu gosto de andar na contramão.
Não preciso seguir o fluxo.
Não preciso ser igual a ninguém.
Gosto de mim e isso me basta.
Gosto do meu gosto e isso me deixa feliz.
Não preciso e nem quero agradar a ninguém.
Quero ser o que sou.
Sem rótulos.
Sem marcas.
Sem copiar apenas para pertencer.
Ando do lado que escolher.
Seja no sol ou na chuva.
Seja a favor ou contra.
Escolho o caminho que me apetecer.
Adriana Freitas

A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s