Conforto

O dia passa E não traz nada de novo. Nem frio e nem calor. Apenas o mais do mesmo. Os dias passam E mais me conheço. Aprendendo a descontrair. A não levar tudo a sério. A não esperar. Nem criar expectativas. Apenas viver os dias Com o que tenho e que posso. Conforto. Adriana Freitas … Continue lendo

Trocas

Do amor pouco ou quase nada espero. Já esperei demais. Hoje eu vivo. Hoje só vivo. Abraços. Sorrisos. Demonstrações de afetos. Trocas. Porque sem retorno O amor até pode existir. Já que ele não exige retorno. Mas acredito na troca. O amor não é feito de trocas Os relacionamentos sim. Eles não sobrevivem na unilateralidade. … Continue lendo

Diariamente II

Tenho muito mais amigos que o tempo poderia me dar. Amizades que não se medem. Amigos que eu sempre posso contar. Que estão quando eu preciso. Amigos que não conto nos dedos. Não faço soma. Amigos que levo comigo. Cada um com o seu jeito. Cada um com os seus defeitos. Eu aguento os deles … Continue lendo

Sorrisos II

Sorri do nada. Sorri pra não perder o costumo. Sorri porque gosto de sorrir. Sorri porque tenho motivos. Cada dia é uma benção. Cada dia é especial. Sendo cinza ou azul. Não importa a cor. Quando se estar bem. O clima é o que menos importa. Então sorrio Para a vida Para as pessoas. Sorrio … Continue lendo

Do Abraço

Eu gosto mesmo é do abraço. Do contato físico. Peito com peito. Pele com pele. Eu gosto mesmo é de demonstrar afeto. Compartilhar momentos. Estar com quem eu amo. Passar o meu tempo. Conversas e sorrisos. Beijos e abraços. Adriana Freitas A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.