Borboletas

borboletas

Borboletas voam.
Percorrem um caminho sem fim.
Sem volta.
Esquecendo de casa.
Do começo.
Das asas.
Agora que podem voar.
Que não mais se arrastam como larva.
Não param mais em nenhum lugar.
Pousando de casa em casa.
Elas não mais pertencem as suas origens.
Agora são donas de suas asas.
Voam pra onde mais longe puder.
Não querem mais voltar para casa.
Adriana Freitas
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s