Do outro lado do rio

do outro lado do rio

Do outro lado do rio.
Existia um muro.
Que eu não conseguia pular.
Do outro lado do rio.
Existia um muro.
Que eu não conseguia entrar.
Esse longo rio.
Percorreu os meus dias.
Evaporou os meus sentimentos.
Deixou-me sem medo.
O que antes era receio.
Este rio me trouxe pesadelos.
Que gostaria que outros resolvessem.
Percebi que só cabia a mim mesmo resolvê-los.
Atravessei o rio.
Pulei o muro.
E conheci outro mundo.
Que me recebeu de braços abertos.
Era apenas medo.
Receio do desconhecido.
Hoje habito dois mundos.
Que me fazem bastante feliz.
De vez em quando é bom correr riscos.
Descobri o outro lado.
Enfrentar os medos.
Ser o que se quis.
Só assim se pode ser feliz.
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s