Sobre a ilusão

As semanas passam
Num ritmo que desconheço.
Eu nem as vejo passarem.
Eu me perdi no tempo.
No vazio das horas.
Passo pelos dias sem saber
Onde estou indo.
Divago sobre o nada.
Reflito sobre a ilusão.
As pessoas me parecem estranhas.
Os meses me desconhecem.
Eu não sei mais quem sou.
Eu nem sei mais o que quero.
Nem o desespero conheço mais.
Nem a tristeza me ilumina mais.
Desde que a solidão resolveu me fazer companhia.
Eu não sei mais o que é alegria.
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s