Sonhos em vão

Sonhos em vão
Eu olho os meus olhos no espelho
E não gosto do que vejo.
Você ainda é a inspiração
Para os meus medos.
Dos meus antigos desejos.
Eu sonho demais.
Eu voo demais.
Corro por caminhos
Que não são meus.
Sigo uma direção contrária
A tudo o que desejei.
Olho pra você.
É como se olhasse para o passado.
Um passado que não foi meu.
E que nunca será.
Mas que povoou os meus pensamentos.
Preencheu os meus sentimentos.
E não passará disso.
Sonhos passados
Em páginas viradas.
Ficção.
Ilusão.
Um sonho em vão.
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s