A Mesma Despedida

A mesma despedida
E era mais uma vez a mesma despedida.
Palavras soltas ao vento
Perder-se-ão nas lembranças.
Mudando todo o pensamento.
E era mais uma vez o mesmo sentimento.
Vontade impossível de fugir de mim.
O velho não saber para onde ir.
Percorrer os lugares.
Na espera de encontrar um único rosto.
O mesmo desespero
Abate mais uma vez o coração.
E não há nada que se possa fazer.
A não ser deixar o tempo passar.
E mais uma vez
Esperar a ferida cicatrizar.
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s