Sobre o Tédio

sobre-o-tedio
Observo os ponteiros passarem.
Click após click.
Eles correm lentamente.
Quase não saem do lugar.
Observo o tempo.
Nada se transforma.
Apenas o meu humor
Que piora a cada vácuo que tento preencher.
A noite se aproxima
E nada acontece.
Ensaio lágrimas que não vêm.
Fantasio histórias.
Crio situações.
Até os pensamentos voam lento.
Demoram a se formar.
Daí escrevo sobre o nada.
Sobre este bendito tempo que insiste em não passar.
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s