Perdas e Ganhos

perdas-e-ganhos
E as coisas que eu queria te dizer e não te disse. Ficaram todas pelo caminho. Às vezes a gente espera o momento certo. Sem nos perceber que o momento certo nem sempre existe. Já passou. Os sonhos já não existem mais. A vontade ainda reina. A saudade aperta o peito. Mas o tempo passou. Já não é mais. E as palavras ficaram pelo caminho. Perderam-se. Não tem mais sentido.
Se eu soubesse que aquela vez era a despedida. Talvez tivesse criado coragem e teria dito tudo o que queria dizer. Teria feito tudo o que queria fazer. Beijado a sua boca com mais paixão, ou não. Teria exposto os meus sonhos, medos. Todos os sentimentos que deveria ter exposto.
Agora o que resta é um adeus. Ou até logo. É ruim ser deixada. Dói. Mas não falo do ego ferido. Esse eu já nem sei se existe. Eu falo da saudade. Da falta que faz não ter os teus olhos a me observar, o teu sorriso que de tão lindo colore todos os espaços. O tom da sua voz a sussurrar juras de amor no meu ouvido. As suas mãos a percorrer o meu corpo. O seu abraço gostoso. É isso que dói. Não ter quem se quer.
O peito se despedaça. Sangra. É mais uma despedida. Depois de tantas outras. Eu sei que esse peito é forte. Ele se junta novamente. O caminho às vezes é longo. O processo nem sempre é rápido. Mas a cura sempre chega. E o amor? Ah, o amor! Esse tem a enorme capacidade de se transformar. Como já dizia o ditado: “Perder alguém é ganhar a si mesmo”.
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s