Indefinições

indefinicoes
Demorei a entender.
E talvez não entenda nunca.
Não quero me despedir de você.
Não vou te dizer adeus.
Eu até te deixo ir.
Se assim quiseres.
Mas de mim não sais.
Ainda sinto o seu perfume.
Ainda ouço a sua voz.
Ainda desejo os seus braços.
Ainda sinto o sabor dos seus lábios.
Não sei se o que sinto é amor ou obsessão.
Só sei que é algo forte.
E que não se despede.
Se é amor ou apenas desejo.
Não me importa.
Só sei que pra você
Sempre abrirei a porta.
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s