Deslembrança

deslembranca
Aos poucos estão indo embora todos os vestígios seus da minha vida.
Pouco a pouco, um a um vai deixando de fazer parte da minha rotina.
Eu não sei o que vai restar no fim.
Nem sei se a lembrança será capaz de resistir.
Já que o desejo é te apagar lentamente.
Como uma morte metafórica.
Como um extermínio sentimental.
Você já foi embora.
E o que restou de você começa a se perder na multidão.
Como fumaça que já não é mais alimentada pelo fogo.
Não sobrevive.
Se dissipa no ar e se apaga.
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s