Mutismo


Tantas coisas que queria te falar.
Mas não sei se devo.
Eu disse que iria respeitar o seu tempo.
Enquanto isso me perco em meu silêncio.
Novidades desbotam
Como tintas esquecidas ao sol.
O problema não sou eu
Ele me disse.
Mas é como se fosse.
A liberdade é sua.
Não acredito em prisões.
Mas me sinto presa em sentimentos
Que tento fugir.
E agora me vejo sem saída.
Esperando apenas o tempo passar.
Tudo se ajeitar
E eu seguir com a minha vida.
Adriana Freitas
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s