Inércia


Tudo é lentidão.
Tudo é pressa.
Como avançar o caminho
Quando as pernas continuam presas?
Sem correntes.
Sem amarras.
Mas presas em pensamentos.
Medos irracionais.
Sentimentos.
Desejos incompreendidos.
Vontades desperdiçadas.
O tempo passa rápido.
Enquanto as ações permanecem lentas.
E nesse contratempo
Permaneço no mesmo lugar.
Adriana Freitas
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja negada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s