Despedidas


Detesto despedidas.
Não gosto e não sei dizer adeus.
Mas te deixo ir.
Se assim quiseres.
Na verdade a tua concessão de ir e vir
Independe das minhas vontades.
Gosto da tua companhia.
Gosto do tempo que passamos juntos.
Te quero ao meu lado.
Mas não te peço pra ficar.
Mesmo desejando estar ao teu lado.
Não te impedirei de ir se assim o quiseres.
Tens a liberdade de escolher teus caminhos.
De ir ou ficar.
Sem jogos, sem amarras.
Sem pressão alguma.
Sem nenhum tipo de necessidade.
O único motivo que aceito permaneceres junto a mim
É a tua vontade.
Adriana Freitas
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s