Permissão


Nem sempre se pode ver o amor.
Nem sempre se pode sentir o amor.
Nem sempre se pode amar.
Nem sempre se pode ser amada.
O amor não exige provas.
O amor não exige sacrifício.
Nem sempre se pode viver o amor.
O amor não exige palavras.
O amor não precisa ser difícil.
É só questão de permissão.
Permitir-se vivê-lo.
E quando menos se espera
O amor aparece.
E perdemos todos os medos.
Adriana Freitas
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s