Aquele Silêncio


Aquele silêncio que perturba o juízo.
Aquela fala presa na garganta.
A espera de liberdade.
Há tanto o que falar.
Mas primeiro deseja-se ouvir.
Descobrir os sentimentos.
Compreender o entendimento do outro.
Quando as palavras demoram a sair.
Quando o que se mais quer é ouvir.
O silêncio perturba mais
Que buzinas de automóveis.
Que gritaria na feira.
Que o som da voz áspera que de tão forte
Corta o ar.
Adriana Freitas
A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

4 thoughts on “Aquele Silêncio

  1. Adriana, tudo bom?

    Vi que você deu uma estrelinha no post que eu fiz sobre o Desafio Literário. Gostaria muito da sua presença neste desafio através de um texto no formato que você desejar.

    O envio será aceito até o dia 10 desse mês e é uma possibilidade de exercitar a escrita criativa e ainda conhecer novos escritores.

    Aguardo sua resposta 😘

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s