Meu Amor

Meu amor
O nosso amor não é passageiro.
Ele é de janeiro a janeiro.
Até mais um ano virar.
Meu amor
O nosso amor não é um amor de carnaval.
Ele atravessa todos os meses de fevereiro.
Até o dia raiar.
Meu amor
O nosso amor se renova e se reinventa.
E cada dia a gente pensa
Que nada precisa mudar.
É se deixar levar.
A evolução natural da história.
A evolução natural da nossa história.
Sem pressa.
Sem contar o tempo.
Sem exageros ou desperdício.
Apenas curtir os nossos dias.
Esse é o nosso ofício.
Adriana Freitas

A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s