Desencontros

E ele nem reparou no meu vestido novo.
Ainda usei o batom da sua cor favorita.
E ele nem comentou.
Não disse se me achou bonita.
Logo ele que reparava até quando aparava o cabelo.
Ainda perfumei a minha pele.
E o meu cheiro não impregnou as paredes do seu quarto.
Preferi me descompor e dormir.
Foi quando ele alisou as minhas pernas.
Na esperança de me ver desperta.
Já não tinha vontades.
Nem me mexi.
Então ele me cobriu com um lençol,
Cheirou os meus cabelos
E se deitou de lado.
Adriana Freitas 

A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s