Fugas Sonoras

Porque quando eu canto eu esqueço do meu mundo.
Eu esqueço de quem eu sou.
Mudo de lugar.
Respiro outros ares.
Sou outra pessoa.
Porque quando eu canto eu choro e sorrio por dentro.
Eu me reinvento.
Eu me amo mais.
Não penso em mais nada.
Sinto apenas as melodias.
Entro em transe.
Sigo feliz.
Adriana Freitas 

A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s