Construção

A paixão vem de graça.
Uma troca de olhar.
Um choque ao tocar.
Peles que se encontram.
Lábios que se tocam.
Calor.
Falta de pudor.
Tudo é sentido.
Tudo é permitido.
É explosão.
O amor não!
O amor é outra coisa.
O amor é construção.
Adriana Freitas

A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s