Ciúme

O ciúme corrói as veias
Destruindo o amor.
O ciúme tira o sono
Perturba a paz.
Desestabiliza tudo.
Tudo o que preciso é confiança.
A certeza dos meus sentimentos.
Não quero ter que me explicar
A cada momento.
Relacionamentos são trocas.
Sem disputas.
Sem jogos.
Uma balança da mesma medida.
Sem corda bamba.
É a busca do equilíbrio.
E quando o ciúme chega
Tudo cai.
Tudo pesa.
Tudo acaba.
Adriana Freitas

A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s