Amor de Mãe

Eu já passei dos trinta, mas ela ainda me vê como uma menina.
Se preocupa com a minha alimentação e com a minha proteção.
Ainda me manda olhar para os dois lados quando for atravessar a rua.
Ainda me manda comer comidas saudáveis.
Será assim sempre.
Não tem jeito.
Mãe é sempre assim.
Não importa a idade dos filhos.
Não importa se ele mora perto ou longe.
Ela sempre verá seus filhos como seus filhotes. Como seus bebês.
E na verdade os somos.
Na verdade os somos.
Nada melhor que o seu colo.
Nada melhor que os seus conselhos.
Melhor ouvido.
Melhor abraço.
Melhor amor.
Amor de mãe.
Adriana Freitas

A reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s