Esperanças II


Eu espero horas imaginando coisas.
Esperando o telefone tocar.
Esperando respostas.
Esperando por um milagre.
Esperando que talvez a gente possa se acertar.
Como era antes.
Quando era fácil.
Ser feliz sem porquês.
Sem chateações.
Sem promessas.
Sem cobranças.
Apenas planos pelo café.
Sorrisos sem palavras.
Se nada mais é o que parece.
O que falta para ser como antes?
Sem mágoas.
Sem sofrimento.
Sem disse me disse?
Uma separação?
Um tempo? Não sei.
Só sei que preciso parar com isso.
Antes que não reste mais nada.
Antes que seja tarde.
Se não der para ser como antes.
O melhor é seguir adiante.
Adriana Freitas
a reprodução do texto está autorizada desde que a fonte/autoria seja citada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s